quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Mude enquanto há tempo.

Tanto se fala em preconceito, inclusão, mas se dentro de ambientes tão pequenos há tantos conflitos, e nada é feito para melhorar, imagine se conseguiremos “mudar o mundo”.
Conviver é preciso... É doloroso... Batemos de frente, mas é preciso saber que tudo isso é para o crescimento... Sempre passa, no entanto novos conflitos virão e com eles mais amadurecimentos... E assim se segue, perpetua, é a lei da vida...
Indignação? Não... Mas essa falsa democracia perturba-me... Leva-me a pensar que as pessoas só se preocupam com elas mesmas... Ah, como é fácil apontar os erros, rir, cochichar, falar mal. Plantamos o que colhemos. Exceder a voz às vezes acontece, mas sempre? É falta de educação, insegurança.
Sim... Ainda há pessoas que se preocupam com o próximo, “fazem sua parte”, mas são tão poucas, quase imperceptíveis... Não existem pessoas perfeitas, isso é fato, no entanto procure, no mínimo, ser melhor, mudar a postura que não agrada, e se não agrada é porque a mudança deve ser imediata. Perceba antes que comentem por aí...
Chega! Acredito que consegui libertar essa... Indignação mesmo... Se as pessoas nada fazem para transformar seu ambiente diário em um lugar mais agradável, o que farão para “mudar o mundo”?... Não viva a imaginar que nunca irá morrer tão pouco morra como se nunca tivesse vivido.

Um comentário:

virley disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.